domingo, 9 de dezembro de 2012

CPI do Tráfico Nacional e Internacional de Pessoas realiza audiência em Manaus‏




MANAUS, AM - Na próxima segunda-feira, dia 10, a partir das 9h00, no mini plenário Cônego Azevedo da Assembléia Legislativa do Amazonas vai acontecer a terceira audiência pública que a Comissão Parlamentar de Inquérito sobre o Tráfico Nacional e Internacional de Pessoas realizará no Amazonas. 

Nesta audiência serão apresentados os casos de Iranduba e Parintins que foram copilados por meio de reportagens divulgados pela imprensa local. Conforme noticiado, teriam sido registrados mais de 20 (vinte) casos de desaparecimentos de crianças e adolescentes no Conselho Tutelar da cidade de Iranbuba-AM. Suspeita-se que teriam sido vítimas do Tráfico humano visto que uma adolescente teria informado à polícia que, após ter sido aliciada em Iranduba, foi levada para uma casa de prostituição em Manaus, de onde escapou.
Em Parintis, a vítima foi a travesti Bruna Valadares, cujo nome de registro é Bruno Amaral do Carmo. Ele teria sido vítima de uma rede de tráfico de pessoas, recrutada em Parintins e levada para São Paulo, onde passou quatro meses como “escrava sexual” juntamente com outras travestis.
Bruna foi levada inicialmente para Jundiaí e depois para São Paulo. Ela teria sido recrutada pela travesti “Marcinha”, mediante promessa de que receberia implantes de silicone e teria melhores condições de vida. Eva Toro, cujo nome artístico é “Boneca Érica” e nome civil é Francisco Evandro, seria a chefe da rede de traficantes criminosa.
Postar um comentário